Finanças

Descubra como implantar a cultura orçamentária em sua empresa

/
4 0
cultura orçamentária
Tempo de leitura: 9 min

Você conhece a projeção de custos da sua empresa? Sabe qual é a estimativa de faturamento para o próximo ano? Sua empresa terá condições de adquirir maquinário e aumentar o quadro de funcionários no próximo ano? Todas essas respostas certamente fazem parte da cultura orçamentária de uma empresa, que precisa ser completa e acessível aos funcionários.

Entre as principais causas de fechamento de empresas, a falta de planejamento pode ser vista como um fator decisivo. Isso acontece porque, ainda hoje, o planejamento não é prioridade em muitas empresas. Você pode entender sobre a importância do planejamento financeiro empresarial nesse artigo.

Além disso, a empresa precisa construir uma cultura interna que estimule o planejamento e a organização para garantir o seu crescimento saudável.

O que é cultura orçamentária?

A cultura orçamentária é o resultado que deve ser buscado e alcançado pela gestão orçamentária da empresa. É a ampliação da participação dos colaboradores no dia a dia e nas estratégias orçamentárias da empresa.

Ela envolve o planejamento de receitas, despesas e investimentos que a empresa pretende realizar durante um período futuro. Com todas essas informações é possível direcionar estratégias para os melhores resultados financeiros.

A cultura orçamentária exige que exista na empresa um plano orçamentário estabelecido, ativo. Ela incentiva os colaboradores a se alinharem com a estratégia definida e com o objetivo econômico e financeiro proposto.

É comum que apenas grandes empresas pensem em construir uma cultura orçamentária. Entretanto os pequenos e médios negócios também têm muito a aproveitar implantando esse conceito.

Com uma cultura organizacional clara os resultados são atingidos de maneira mais eficiente.

Benefícios da cultura orçamentária para pequenas e médias empresas

A cultura orçamentária é o resultado do comprometimento e do alinhamento da equipe a um planejamento orçamentário bem realizado.

E os benefícios são inúmeros, entre eles:

Limitação dos gastos

O orçamento empresarial ajuda a demonstrar como todos os números da empresa estão conectados. Com a cultura orçamentária implementada, as áreas compreendem melhor que um excesso de despesa exige o equilíbrio em outro departamento. Esse comprometimento faz os gestores trabalharem em conjunto para evitar o excesso de gastos.

Comprometimento com os indicadores de desempenho

Em uma empresa séria não existe espaço para suposições. Hoje existem diversas ferramentas que ajudam a mensurar cada indicador de desempenho e assim tudo pode ser medido e calculado.

A cultura orçamentária exige essa transparência para que todos possam acompanhar seus resultados e o direcionamento das suas ações.

É preciso ter metas para criar indicadores fáceis de serem mensurados e compreendidos. Eles devem ser utilizados constantemente.

Além disso, os gestores de cada área podem acompanhar durante o período o atingimento das metas intermediárias. Portanto podem pensar em formas de melhorar seus índices.

Ajudar na tomada de decisões importantes

Em uma empresa existem diversos momentos em que é necessário fazer escolhas que podem mudar o direcionamento do negócio. E as decisões mais assertivas são tomadas com base em dados concretos, em indicadores e em métricas. 

Essa atitude pode ser espelhada em todos os setores da empresa, ajudando também a direcionar a melhor escolha sempre. Quando todas as equipes estão comprometidas com o orçamento, conseguem direcionar suas ações para a meta desejada, seguindo planos de ações eficientes.

Foco e organização

Um dos principais problemas de empresas que não possuem meta, ou que possuem muitos objetivos concomitantes e a perda de foco. Ao contrário, quando a empresa possui um único objetivo claro, pautado por diretrizes orçamentárias, todos os colaboradores conseguem visualizar sua participação para a conquista das metas individuais e da equipe.

E o mais importante da cultura orçamentária é quem está responsável por propagar esse objetivo principal da melhor maneira possível, para que todos os colaboradores trabalhem em equipe, visando alcançá-la.

Independência das áreas

Quando a empresa escolhe ter um orçamento colaborativo, demonstra estar preocupada com a transparência e a autonomia das áreas. Mas para que isso funcione é importante que os líderes se sintam responsáveis pelo orçamento das suas áreas.

Dessa maneira eles serão mais eficientes na criação de estratégias para alcançar os objetivos com os recursos e orçamento disponibilizado.

Como construir a cultura orçamentária na sua empresa?

O ideal é que essa seja umas das primeiras ações da empresa, para que ela seja propagada já para os primeiros colaboradores do negócio.

Entretanto ela não é imutável.

Mas vamos conhecer quais são as ações necessárias para construir uma cultura orçamentária na empresa:

1.    Crie um orçamento empresarial equilibrado e objetivo

Como já foi dito, para criar uma cultura orçamentária é essencial ter um orçamento definido previamente. Ele servirá de base para a criação das metas de crescimento, para a construção de planos de ação e para a definição dos objetivos.

2.    Utilize as facilidades tecnológicas

A tecnologia já oferece diversos recursos que facilitam o acompanhamento e a mensuração dos valores movimentados. Insistir em planilhas não é a escolha mais inteligente. Leia sobre a automação de processos nesse artigo.

O processo deve ser o mais transparente possível, garantindo a confiança entre a diretoria, os gestores e a controladoria.

3.    Transforme os líderes da sua empresa em propagadores da cultura

Os líderes devem ser os responsáveis pela divulgação e propagação da cultura orçamentária entre suas equipes. É importante criar um plano de ação para que todos os líderes consigam inserir as conversas sobre a cultura orçamentária no dia a dia dos seus liderados. Você pode ler sobre as habilidades para liderar uma equipe nesse artigo.

Essa é a melhor maneira de transformar esse em um assunto da rotina, e transparente para todos os envolvidos. O ideal é que seja feito um mapeamento com os principais líderes, formais e informais, para verificar quais pontos da cultura corporativa precisam ser trabalhados para implementar a cultura orçamentária.

Portanto, todos devem participar da criação da cultura orçamentária, inclusive a diretoria, que muitas vezes não conhece profundamente sobre finanças e orçamento.

4.    Estimule o uso dos indicadores de desempenho

Os indicadores são essenciais para o desenvolvimento da empresa e também muito importantes para acompanhar os resultados de cada ação. Mas para que o uso seja eficiente, é fundamental que todos saibam utilizá-los. E a melhor maneira de fazer isso é através do estímulo da prática entre os colaboradores.

Isso pode ser realizado com treinamentos, palestras ou cursos direcionados, que demonstram como é a aplicação daquele conhecimento no dia a dia.

Criar indicadores de desempenho atrelados à gestão orçamentária facilitará a compreensão dos resultados.  

Relação entre a cultura orçamentária e a cultura empresarial

Ambas, no entanto, são fundamentais para o crescimento da empresa. Além disso, elas se complementam, fortalecendo seus interesses e objetivos.

A cultura orçamentária precisa do incentivo da cultura organizacional. A cultura orçamentária propõe regras mais rígidas sobre os recursos financeiros de cada área e, consequentemente, da empresa como todo.

Ou seja, essas regras precisam ser respeitadas por todos os integrantes da organização para que os objetivos propostos sejam alcançados. Porém, se a empresa não possui uma cultura organizacional forte, todos os elementos orçamentários poderão ser desrespeitados, comprometendo o resultado final.

Qual metodologia de orçamento deve ser usada?

Certamente a criação da cultura orçamentária está relacionada à metodologia de gestão orçamentária utilizada na empresa. Existem algumas opções como:

  • Orçamento Base Zero: é o planejamento orçamentário criado a partir de uma base zerada, ou seja, que não considera receitas, custos, despesas ou investimentos de anos anteriores.
  • Orçamento Estático: nesse modelo o planejamento é elaborado com base em volumes de produção ou vendas pré-fixadas. Quando ele é fechado, não permite qualquer alteração.
  • Orçamento Flexível: nesse modelo a empresa admite uma faixa de variação em cada um dos orçamentos de custos, despesas e investimentos, com base em uma variação de volume de produção e venda.
  • Orçamento contínuo: esse é um método dinâmico que mantem um orçamento para 12 meses sempre. Quando um mês se encerra é feita a análise e a inclusão de um novo mês à frente.
  • Orçamento revisado (Forecast): é um exercício constante de análise e revisão baseado na situação atual da empresa. A proposta é manter sempre a análise do mercado e da situação a empresa, para decidir qual é a melhor estratégia para o momento.
  • Orçamento Base Histórico: ele é gerado com base nos resultados e análises do ano anterior. Nele são calculados os valores referentes ao aumento de receita desejado e, consequentemente, os custos e gastos relacionados.
  • Orçamento Matricial: a ideia é analisar e gerir despesas e receitas através de uma visão cruzada de departamentos e grupos. Nesse modelo todas as despesas devem ser acompanhadas por duas pessoas, todos os gastos devem ser minimamente detalhados, e devem ser instituídas comparações entre as metas e as ações corretivas necessárias.
  • Orçamento Colaborativo (descentralizado): nesse método os gestores de cada área definem os orçamentos de seus setores, contribuindo para a criação de metas de um determinado período.

A importância da cultura orçamentária para a descentralização

É essencial que a empresa pense no orçamento como uma prática gerenciada por todos os funcionários, e não mais apenas pelo departamento financeiro. Sendo assim, como você pode perceber, com a implantação da cultura orçamentária o planejamento deixa de ser algo exclusivo dos cargos estratégicos e passa a fazer parte do dia a dia de todos os colaboradores.

Isso é importante, pois, somente assim, é possível engajar os profissionais em suas atividades e alcançar os melhores resultados para a empresa.

Em conclusão, agora você já sabe o que é cultura orçamentária e como ela é importante para alcançar os resultados da sua empresa. Continue se informando com dicas valiosas para o seu negócio. Acesse e siga nossas páginas no Facebook e no LinkedIn

Posts Relacionados
/

Você conhece a projeção de custos da sua empresa? Sabe qual é a estimativa de…

/

Você conhece a projeção de custos da sua empresa? Sabe qual é a estimativa de…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up