Gestão

Gestão de estoque: 5 práticas que vão alavancar o seu negócio!

/
13 0
gestão de estoque
Tempo de leitura: 4 min

Dar a atenção devida à gestão de estoque é fundamental para garantir o cuidado com o seu patrimônio. Imobilizar recursos desproporcionais no estoque pode significar deixar dinheiro parado que poderia ajudar na gestão do seu fluxo de caixa, por exemplo. De outro lado, estoques baixos podem diminuir as vendas se o cliente não encontrar o que procura e no momento que deseja.

Então, vamos começar analisando um pouco melhor a importância dessa atividade para, em seguida, descrever as dicas que separamos para você. Confira!

A importância da gestão de estoques

Já mencionamos um dos pontos principais da gestão do estoque na introdução: manter um equilíbrio no total de produtos armazenados. Mas, devemos fazer um cálculo rápido para que tenha uma boa dimensão disso e de outros fatores que podem mudar os resultados do seu próximo DRE.

Imagine, por exemplo, uma empresa com R$ 500.000 em estoque. Se, com uma boa gestão, ela puder diminuir esse total em 10%, assim que o ciclo de venda se fechar a empresa terá R$ 50.000 à sua disposição para investir como desejar — ciclo de vendas é aquele que inicia com a compra junto aos fornecedores e termina com o recebimento do valor da venda.

Boas práticas de gestão de estoque

1. Acompanhe dados de estoque

Não é possível gerenciar uma atividade da empresa com base em suposições. O controle efetivo depende de levantar objetivamente as informações que permitam identificar os problemas e os pontos mais relevantes no desempenho da sua empresa. Por isso, assim como os indicadores de venda, os dados sobre o estoque são fundamentais. Alguns deles são:

  • giro de materiais — saber o período em que os produtos permanecem armazenados e identificar aqueles que não estão rodando ou faltam com frequência;
  • índice de erros — a porcentagem de diferença entre o registrado e o inventariado;
  • controle de perdas e desperdícios — especialmente importante se você trabalha com perecíveis;
  • extravios e avarias — aprimorar esse índice tem impacto direto na sua lucratividade;
  • ciclo de estoque — o período desde que o produto é comprado e permanece no estoque;
  • ciclo de vendas.

2. Elimine os gargalos

Com base nos dados sobre o seu estoque você identifica facilmente quais são os problemas mais comuns e pode determinar suas prioridades na busca de soluções. Muitos deles são simples de resolver e é por isso que o monitoramento é tão importante.

Não se esqueça que a adoção de melhores práticas depende de construir uma cultura entre os colaboradores, o que depende de liderança, incentivo e da valorização dos mais dedicados e eficientes. Além disso, é determinante efetuar inventários regulares para monitorar seu índice de erros.

3. Organize o estoque

A organização de estoque é o fator mais influente na conservação dos itens e na facilidade da operação. Produtos espalhados nos corredores, por exemplo, são um convite para acidentes e quebras, além de dificultar a locomoção e o manuseio do estoque. O ideal é que cada produto tenha um local definido e identificado, que deve ser elaborado pensando na melhor funcionalidade, na agilidade e na eficiência.

4. Defina processos, preveja e planeje

Grande parte dos erros de estoque ocorre por problemas nos processos. Eles dependem de outros departamentos, principalmente o de vendas, que envia os pedidos. Por isso, você deve elaborar o fluxo de processos ideal e treinar as equipes para executá-lo à risca.

Essa é uma atividade que depende diretamente de planejamento e da previsão. Sem poder determinar com o máximo de precisão quantas unidades de um determinado produto são necessárias, a boa gestão de estoque fica muito mais difícil.

5. Invista em tecnologia

Todos esses detalhes são mais facilmente gerenciados com um bom ERP. É ele que garante a integração entre os departamentos, fornece os dados que você necessita, facilita a previsão de vendas, a organização e a execução de processos realmente eficientes.

Na maioria dos casos, o sistema diminui o montante de produtos armazenados e o valor provisionado. Desse modo, o investimento necessário para implantação e aquisição pode ser totalmente suprido e até superado com a melhora proporcionada na gestão de estoque.

Gostou do nosso conteúdo? Então, aproveite para garantir o recebimento de outras dicas como as desse texto. Assine nossa newsletter!

Posts Relacionados
/

Dar a atenção devida à gestão de estoque é fundamental para garantir o cuidado com…

/

Dar a atenção devida à gestão de estoque é fundamental para garantir o cuidado com…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up