Clientes

Pagar comissão: Saiba tudo sobre essa prática!

/
1 0
Pagar Comissão
Tempo de leitura: 8 min

Pagar comissão aos colaboradores é uma ótima forma de incentivá-los a continuarem se esforçando. Veja as melhores formas de pagar comissão!

Pagar comissão é uma das práticas mais utilizadas nos dias de hoje, sendo essencial para que o colaborador se sinta apreciado. No entanto, é comum alguns empreendedores e donos de negócio não saberem bem como pagar comissão, até porque a lei trabalhista é um pouco confusa nesse ponto.

A comissão é muito importante principalmente no setor de vendas da empresa. Por meio do comissionamento, os colaboradores deste setor conseguem quantificar seu desempenho, dando preferência para estratégias com bom retorno.

Dessa forma, sentindo-se motivado pelas comissões sobre as vendas, o esforço para bater metas e se destacar é maior. Assim, a empresa como um todo começa a apresentar mais eficiência e competitividade, o que a torna saudável financeiramente.

Vamos nos aprofundar mais esse tema. Continue lendo!

O que é comissão?

Em suma, o faturamento depende das vendas realizadas no mês, ao passo que as vendas dependem do time de vendas. Assim, quanto melhor o desempenho do time de vendas, mais dinheiro entra na empresa.

Indubitavelmente as vendas apresentam forte correlação com as estratégias de cada vendedor, assim como seus métodos. Dessa forma, por meio da persuasão e scripts, o vendedor consegue desempenhar uma quantidade de vendas ao mês.

Assim, algumas estratégias e métodos acabam se sobressaindo entre as demais e, por conta disso, devem oferecer algum retorno ao seu utilizador. Esse é o princípio básico da comissão: o ato de remunerar o bom desempenho de seus colaboradores.

Quais são as vantagens em pagar comissão?

A principal vantagem de pagar comissão é fazer a seleção natural trabalhar ao seu favor. De fato, ao premiar as melhores estratégias dentro da empresa, está replicando o que a natureza faz com os mais adaptados: permite que eles sobrevivam.

Para deixar esse conceito mais claro, tome como exemplo uma empresa que tenha ótimos colaboradores, mas sem comissão: os talentos da empresa não têm nenhum motivo de atuarem como diferenciais na empresa, pois não têm estímulo para isso.

Já em uma empresa que ofereça comissão, o trabalho duro e eficiente será recompensando e, assim, induzirá o aperfeiçoamento contínuo dos colaboradores. Além disso, com o passar do tempo, haverá uma troca de experiências entre eles, facilitando na hora de bater metas.

Em resumo, a comissão acaba gerando uma bola de neve de competitividade, pois ela indicará o caminho que seus colaboradores devem seguir para o aperfeiçoamento. Não deixe de conferir 10 dicas para manter sua empresa durante a crise!

Veja algumas formas de realizar o comissionamento de seus colaboradores.

Formas de comissionamento

Existem 4 formas de comissionamento que podem ser utilizadas em sua empresa, sendo elas:

  • Pela venda.
  • Pelo faturamento bruto.
  • Utilizando a margem de lucro.
  • Comissão por recebimento.

Cada forma de pagar comissão tem seus pontos fortes e fracos, sendo necessário entender o melhor modelo para seu negócio. Veja mais detalhes sobre cada forma de pagamento.

Comissão por venda

Sendo o método mais utilizado, a comissão por venda é bem simples de ser aplicada: existe um percentual fixo recebido pelo vendedor por cada venda. Dessa forma, a comissão é paga juntamente com o salário no fim do mês, na alcunha de comissão.

Uma ótima forma de incentivo nesse método é oferecer adicional em caso de alcançar alguma meta. Embora seja algo simples, é extremamente eficiente para manter seus colaboradores focados no trabalho e, consequentemente, aumentar os resultados da empresa.

Se sua empresa não oferece nenhuma forma de comissão, essa é a mais indicada para ter contato com essa prática. Dessa forma, é possível quantificar o quanto a comissão ajuda na empresa e, posteriormente, elaborar modelos de comissão mais refinados.

Comissão pelo faturamento bruto

Pagar comissão pelo faturamento bruto não é muito comum, mas é uma opção de comissionamento. Em suma, a comissão será calculada com base no desempenho total da empresa, o que inclui até mesmo os custos para realizar o comissionamento.

Uma estratégia adotada por empresas que pagam comissão pelo faturamento bruto é a estipulação de uma faixa de faturamento. Dessa forma, as oscilações naturais do mercado são compensadas pelo esforço extra dos colaboradores, tudo por causa das comissões.

A comissão pelo faturamento bruto é uma ótima forma de diminuir os efeitos sazonais do negócio, permitindo que a empresa continue produzindo mesmo em tempos difíceis.

Pagar comissão pela margem de lucro

O pagamento de comissão pela margem de lucro é uma alternativa interessante. Em vista de que o lucro tem relação direta com o desempenho dos colaboradores, nada mais justo do que pagá-los de acordo com esta métrica.

No entanto, embora seja uma ótima forma de comissão, pode ser um desafio quantificar o lucro. É necessário que a empresa tenha uma ótima gestão para saber exatamente todos os valores de despesa, custos e assim por diante.

Dessa forma, qualquer erro de planejamento pode causar a remuneração sobre um lucro inexistente, fazendo com que a empresa pague mais do que deveria. Assim, mesmo viável, não é interessante para um primeiro contato com o pagamento de comissões, mas com certeza pode ser aplicado no futuro.

Comissão por recebimento

A comissão por recebimento é uma forma muito interessante de comissionamento. Em alguns negócios, o valor contábil de receitas não condiz com o caixa. Isso ocorre por causa das velocidades envolvidas no processo.

De fato, uma venda de R$ 10.000, por exemplo, será contabilizada na receita, mas pode só ser recebida no ano que vem. Assim, se a empresa pagar 10% sobre a venda para seus colaboradores, ela terá uma vazão de caixa de R$ 1.000 sem ter o dinheiro propriamente dito.

Para evitar isso, pode-se pagar comissão por recebimento. Assim, tanto empresa quanto colaborador receberão o dinheiro quando este entrar no caixa da empresa, diminuindo as chances de problemas financeiros.

Como é possível perceber, essa estratégia é particularmente interessante quando a venda é parcelada. Isso evita a famosa destruição de caixa, algo que os bancos abominam na hora de empréstimos.

 Agora que já estamos familiarizados com o conceito de comissão, vamos explorar as premiações.

 As diferenças entre comissão e premiação

A Lei Nº 13.467 de 13 de julho de 2017, também chamada de reforma trabalhista, causou um pouco de confusão entre os empregadores, principalmente nos conceitos de comissão e premiação.

No entanto, após ler minuciosamente a legislação, podemos distinguir claramente entre ambas, sendo a diferença, em suma, sobre os encargos tributários e sua frequência.

No art. 457, parágrafo 1, lê-se claramente que as comissões integram o salário do colaborador, sendo passíveis de tributação. Já quanto aos prêmios, no parágrafo 2 do mesmo artigo, são isentos de encargos trabalhistas e não constituem o salário do colaborador.

Assim, pode-se dizer que a comissão vai “em folha” e é passível de tributos, enquanto o prêmio não. Porém, é importante entender claramente o que são os conceitos de prêmio e comissão para não correr o risco de processos legais.

No parágrafo 4 do artigo 457, lê-se que “consideram-se prêmios as liberalidades concedidas pelo empregador em forma de bens, serviços ou valor em dinheiro a empregado ou a grupo de empregados, em razão de desempenho superior ao ordinariamente esperado no exercício de suas atividades”.

Dessa forma, uma premiação não pode ser atribuída apenas a uma venda, pois deve ser atrelada a algum feito notório. Caso isso ocorra, deverá entrar como comissão ao invés de prêmio, pois não há nada de especial em um vendedor vendendo itens, já que é o trabalho dele.

No entanto, caso sua performance seja além do esperado, a premiação é justificável e pode ser concedida pelo empregador. Mas lembre-se: se essa atuação se tornou comum, ela deixa de ser prêmio e passa a ser comissão, pois já é esperado essa performance do colaborador.

É fortemente recomendado que as empresas tenham formalizações acerca dos prêmios e comissões, pois, caso questionada sobre a remuneração, consiga comprovar que tudo está de acordo com a lei. Não deixe de conferir nossas dicas para reduzir despesas com a tecnologia!

Conclusão

Por fim, é possível concluir que pagar comissão é uma excelente forma de manter a competitividade da empresa, pois mantém colaboradores ativos e concentrados. Além disso, reconhecer talentos e pagar pelo diferencial é uma ótima forma de incentivos dentro da empresa.

Outra modalidade de recompensa que pode ser usada dentro da empresa são os prêmios. De fato, colaboradores com desempenho excepcional devem ser recompensados além da própria comissão.

No entanto, os prêmios devem ser concedidos tomando alguns cuidados legais, pois, como visto, existe uma divisão importante entre comissão e prêmio. Vamos revisar os conceitos:

  • Comissão: é todo valor adicional na folha de pagamento do colaborador em decorrência de sua atividade. Assim, encargos tributários recaem sobre esse valor.
  • Prêmios: é todo valor adicional que o colaborador recebe por desempenhar uma performance além do esperado. Ao contrário da comissão, não há necessidade de pagar encargos trabalhistas.

Uma ressalva deve ser feita quanto à frequência dos prêmios que, quando ocorrem corriqueiramente, devem entrar como comissão na folha de pagamento.

Pagar comissão para seus colaboradores é uma prática bastante interessante dentro da empresa, tendo um aspecto de investimento. O dinheiro empregado nas comissões acaba virando incentivos e, portanto, faz com que os colaboradores trabalharem com mais eficiência e foco.

Deixe seu comentário de como você paga comissão e o que achou deste artigo?!

Soluções ERPPowered by Rock Convert
Posts Relacionados
/

Pagar comissão aos colaboradores é uma ótima forma de incentivá-los a continuarem se esforçando. Veja…

/

A gestão documental é uma atividade pouco abordada em muitas empresas — que preferem se dedicar diretamente ao crescimento do negócio...

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up