Finanças

Ponto de equilíbrio: saiba a importância dele na gestão

/
3 0
ponto de equilibrio bessani softwares
Tempo de leitura: 8 min

O objetivo da maioria das empresas certamente é a obtenção de lucro. Quando um empresário decide abrir uma empresa e investir em um negócio ele busca a monetização pelo seu trabalho e espera que o investimento gere retorno financeiro.

Entretanto, antes mesmo de pensar em lucro, existe outra preocupação comum em empresas que estão em início de jornada ou mesmo em momentos de crise econômica: encontrar o ponto de equilíbrio financeiro da empresa.

O ponto de equilíbrio é fundamental para analisar a saúde financeira do negócio, identificando se ele está em prejuízo ou lucro.

O que é ponto de equilíbrio?

Ponto de equilíbrio, também conhecido como Break Even, é o valor em que as despesas, fixas e variáveis, e as receitas de uma empresa são equivalentes. Nesse ponto os ganhos obtidos com as suas atividades se equiparam aos gastos para a manutenção da empresa.

No ponto de equilíbrio não existe lucro, entretanto todos os custos são cobertos e não há prejuízo no balaço final. Sendo assim, todo o ganho obtido a partir desse, pode ser considerado lucro para o negócio.

Esse método é essencial para a sustentabilidade da empresa, pois é através dele que podemos identificar o faturamento mínimo necessário para que a empresa se mantenha ativa.

Ele também é importante para precificar produtos ou serviços do negócio e para definir metas, por exemplo.

Por que é importante calcular o ponto de equilíbrio?

Quando tomamos conhecimento sobre o ponto de equilíbrio do negócio podemos analisar a situação financeira da empresa e descobrir se houve retorno sobre o investimento realizado inicialmente.

Após calcular o ponto de equilíbrio deve ser avaliada a receita da empresa para descobrir se o valor necessário foi alcançado.

Porém, quando encontramos resultados inferiores significa que o valor arrecadado pela empresa não é o bastante para cobrir seus custos, prejudicando as finanças em geral.

O ponto de equilíbrio é uma ferramenta essencial para avaliar a viabilidade de um negócio.

O que é preciso para encontrar o ponto de equilíbrio?

Para calcular o ponto de equilíbrio da sua empresa é fundamental ter controle financeiro e a contabilidade em dia.

Além disso, é preciso conhecer alguns indicadores principais, que são:

  • Custos variáveis – custos relativos à fabricação do seu produto ou à execução do serviço oferecido pela sua empresa. Em geral esses custos variam conforme a demanda.
  • Custos fixos – são custos permanentes, que não dependem ou variam com a produção ou venda. Podem ser considerados custos fixos o aluguel, os salários e determinadas contas, como água ou luz.
  • Vendas – é fundamenta conhecer o valor total das vendas de produtos ou da contratação de serviços realizados.
  • Margem de contribuição – é o ganho bruto obtido com cada venda realizada. É a contribuição de cada venda para cobrir os custos da empresa e assim gerar renda a ela.

Variações no cálculo do ponto de equilíbrio

Existem diferentes maneiras de calcular o ponto de equilíbrio em uma empresa. Em geral essas variações ajudam a trazer coerência entre o valor e os objetivos da empresa. Vamos conhecer os três principais:

Método contábil – é o mais utilizado na maioria das empresas. Nesse método as despesas devem ser exatamente o mesmo valor que as receitas.

Método financeiro ou de caixa – nesse método são eliminadas do cálculo todas as receitas e despesas que não representam retirada ou entrada de valores no caixa. Dessa forma o indicador fica equivalente ao caixa da empresa. Em geral essas receitas e despesas excluídas são valores de depreciação, amortização e variação cambial.

Método econômico – nesse método é considerado o custo de oportunidade do valor aplicado. Dessa maneira é possível ter uma melhor visão do lucro mínimo aceitável, considerando o investimento realizado pelo empreendedor. 

Como calcular o ponto de equilíbrio na empresa?

O passo a passo a seguir mostra o cálculo do ponto de equilíbrio utilizando o método contábil, que é o mais utilizado pelas empresas.

Passo 1 – Separe os custos fixos e despesas dos custos variáveis

Passo 2 – Divida o custo variável total pelo valor total de receitas obtidas com as vendas

Passo 3 – Subtraia 1 do resultado encontrado no passo anterior

Passo 4 – Divida o resultado do passo 3 pelo valor dos custos fixos e despesas

O resultado final é o valor do seu ponto de equilíbrio.

Exemplo:

Custo fixo + Despesas (CF) = 2000,00

Custo variável (CV) = 6000,00

Total de vendas (TV) = 12000,00

Percentual de custo variável (PCV) = 6000,00 / 12000,00 = 0,5

Margem de contribuição (MC) = 1 – 0,50 = 0,50

Ponto de Equilíbrio = CF / MC

Ponto de equilíbrio = 2000,00 / 0,50 = 4000,00

De acordo com o exemplo, para que a empresa opere no ponto de equilíbrio é necessário arrecadar quatro mil reais mensalmente. Entretanto, se o seu objetivo for ter lucro, será preciso ter um total de receita maior do que esse valor.

O ponto de equilíbrio não deve ser uma meta a ser atingida, e sim um indicador que determina o valor mínimo a ser obtido pela empresa, para que ela trabalhe com lucro e não com prejuízo.

Confira também a fórmula para calcular o ponto de equilíbrio seguindo os outros métodos:

Ponto de equilíbrio financeiro = (CF – Despesas não desembolsáveis) / MC

Ponto de equilíbrio econômico = (CF – Lucro mínimo ou Custo de Oportunidade) / MC

Com a descoberta do ponto de equilíbrio é possível ainda estimar quando o valor será alcançado ou o que é preciso fazer para alcançá-lo, caso a empresa ainda opere abaixo do valor.

Para atingir, e ultrapassar, o ponto de equilíbrio é essencial ter organização e contar com um planejamento financeiro eficiente.

Além disso, é importante ter total controle sobre as operações de venda, para conseguir realizar o cálculo do valor necessário para continuar com as portas abertas e passar a gerar lucro. 

Principais erros cometidos na hora de atingir o ponto de equilíbrio

Sim, muitas pessoas cometem erros, tanto na hora de calcular, como depois de descobrir o ponto de equilíbrio. Conheça os principais para que a sua empresa não cometa os mesmos erros.

1- “Quanto mais vender, melhor”

Apesar de parecer óbvia, essa afirmação nem sempre é verdadeira. Em todas as empresas existe um determinado de número de vendas que representa o potencial máximo de venda.

Quando esse número é ultrapassado, surgem novos custos e não perceber isso pode causar um rombo financeiro no orçamento.

Sendo assim, antes de acreditar que quando mais vendas forem realizadas, melhor será, faça o cálculo do seu potencial máximo de vendas e identifique em que ponto o aumento dessas vendas passa a gerar mais custos.

2- Criar expectativas irreais

O ponto de equilíbrio é o valor em que custos e receitas são equivalentes, ou seja, não existe lucro. Muitos empresários determinam esse ponto um pouco mais alto para contar com uma margem de erro.

Porém, quando jogamos essa expectativa muito acima, podemos criar problemas nas finanças da empresa. É preciso manter a perspectiva de acordo com a realidade de capacidade da empresa e também em relação ao mercado de atuação.

3- Não investir na empresa

Muitas vezes para conseguir atingir o ponto de equilíbrio na empresa é preciso adequar processos e investir em soluções que ajudem a chegar à capacidade máxima possível.

Hoje a tecnologia oferece diversos recursos que otimizam processos, contribuindo para essa melhora.

4- Ter pressa

Quando uma empresa é aberta é esperado que exista um tempo necessário de operação até que ela atinja o ponto de equilíbrio, e dê a virada tão esperada de começar a gerar lucro.

Não tenha pressa. Calcule o ponto de equilíbrio da sua empresa e projete o tempo necessário para atingi-lo e ultrapassá-lo. Dessa forma você poderá controlar a ansiedade, planejar, definir metas realistas e acompanhar de perto o atingimento delas.

5- Não ter uma reserva de emergência

Como foi dito antes, existe um tempo esperado para que a empresa comece a gerar lucro, e você precisa considerar o valor necessário para manter as contas em dia, mesmo operando no vermelho.

Contar com uma reserva de emergência evita que a empresa precise buscar empréstimos, e assim se endividar, para cumprir com suas obrigações.

6- Considerar apenas um cenário

As oscilações do mercado acontecem e podem gerar consequências para muitas empresas. Portanto, na hora de projetar o tempo de atingimento do ponto de equilíbrio, e também o valor necessário para a reserva de emergência, considere diferentes cenários.

Você pode calcular o ponto de equilíbrio em diferentes modos: modo sobrevivência, modo normal e modo lucratividade, por exemplo.

Como você pode ver, identificar o ponto de equilíbrio de uma empresa é fundamental para a saúde financeira do negócio.

Com ele é possível projetar cenários, calcular o tempo necessário para que a empresa gere lucro, além de ajudar na precificação dos produtos e serviços e na criação ou manutenção de uma reserva de emergência.

Com essas informações em mãos é possível pensar em estratégias para atingir as metas e objetivos propostos.

Agora você já sabe o que é ponto de equilíbrio e como ele é importante para a sua empresa. Faça os cálculos e descubra o seu.

E aí? O que achou do artigo? Aproveite curta e compartilhe a sua opinião conosco!

Dúvida críticas ou elogios, deixem nos comentários!

Assine nossa newsletter para receber nossos conteúdos e não deixe de acompanhar nossas redes sociais – Facebook e LinkedIn.

Posts Relacionados
/

O objetivo da maioria das empresas certamente é a obtenção de lucro. Quando um empresário…

/

A gestão documental é uma atividade pouco abordada em muitas empresas — que preferem se dedicar diretamente ao crescimento do negócio...

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up
Open chat
Powered by