Clientes

Público alvo e persona: entenda e aplique no seu negócio

/
3 0
Tempo de leitura: 4 min

Você já sabe qual é o perfil dos seus clientes? Muita gente não dá importância para isso – e isso pode causar problemas depois, já que somente tendo esse tipo de informação em mente é possível ser eficiente quando se trata de Marketing Digital.

Com o objetivo de esclarecer algumas dúvidas relacionadas, escrevemos essa matéria explicando os conceitos de público alvo e persona, duas maneiras diferentes de abordar o mesmo problema.

Entendendo o conceito de público alvo

A definição do seu público alvo normalmente é o passo inicial de qualquer campanha de marketing. Antes de surgir a persona com a força que tem hoje, este era o principal (e basicamente único) meio. Embora, é claro, a persona tenha vindo adicionar mais opções, isso não quer dizer que substitui completamente as técnicas anteriores e por isso ainda valem a pena serem estudadas.

Informações necessárias

Algumas informações sobre seu público são indispensáveis na maioria dos casos, outras são apenas um complemento. Podem ser citadas como exemplo as seguintes questões:

  • Quantos anos têm o seu consumidor final?
  • Qual é o seu gênero majoritário?
  • Qual é o seu estado civil?
  • Em que trabalham?
  • Qual a sua formação acadêmica?
  • Em que tipos de produtos mais costumam gastar?

Agora pense no nicho em que está trabalhando. Você sabe exatamente qual é o seu público alvo? Tente responder às perguntas acima, e por mais que pareçam ter respostas óbvias, normalmente as pessoas não sabem respondê-las corretamente, e só percebem depois de averiguar os fatos, daí a importância de uma boa pesquisa.

O público alvo varia de acordo com o nicho de atuação da sua empresa e seu tipo de cliente, já que cada grupo tem hábitos diferentes, aplicar a mesma à todos eles seria pouco eficiente.

Uma estratégia bastante interessante é montar uma lista de clientes e, dentro delas, avaliar como é esse público e seu comportamento. Isso pode ser feito até mesmo para revisar se a estratégia inicial está focando no ponto certo.

Por esse motivo, sempre que verificar que há algo errado, é preciso adaptar-se para continuar tomando as melhores decisões.

Técnicas complementares

Para poder atingir os objetivos citados anteriormente, é preciso usar algumas pesquisas de mercado, felizmente existem inúmeros sites que podem ajudar com isso, incluindo alguns que levantam dados sobre setores com frequência , como é o caso do IBGE e do DIEESE.

Outra coisa que pode ser decisiva é fazer um benchmarking, assim você pode saber o que seus concorrentes fazem, como fazem e o porquê das estratégias deles, dessa forma, caso tenham um público alvo parecido, isso pode pular várias etapas.

Aprender a avaliar todos os dados também é de grande importância, assim como saber identificar quais são os mais relevantes para a sua empresa e de que maneira eles se encaixam.

Uma vez criado esse modelo, fica mais fácil adaptá-la com o tempo, já que as tendências de mercado mudam. Por isso mesmo é importante fazer um acompanhamento regular das suas fontes de informação para saber o que têm mudado.

Entendendo o conceito de persona

Persona nada mais é do que uma estratégia que ajuda a compreender quem são os seus clientes e quais são suas necessidades. Com isso, você irá alcançar estratégias de marketing que darão mais retorno e sucesso a diferença é que ela é mais detalhada e cria uma conexão entre a empresa , o produto e o cliente, pois tenta eliminar a abstração do público alvo ao criar um indivíduo como modelo.

Nesta estratégia, você deverá considerar fatores importantes, como gênero, questões socioeconômicas e idade. É claro que além dessas, há muitas outras variáveis que é útil selecionar, tudo vai depender muito da sua área de atuação.

Como você pode observar, são várias as perguntas a serem respondidas na criação da persona de sua estratégia de marketing. Elas variam desde as mais similares às do público alvo até outras mais profundas.

Qual das duas técnicas utilizar

Essa é a pergunta que muitos fazem, mas o fato é que tudo vai depender muito das necessidades de cada empresa. Nenhuma das duas é dispensável, mas uma complementa a outra.

  • Público alvo: generaliza o seu cliente, fornecendo informações gerais para a sua atuação
  • Persona: detalha o cliente, a fim de demonstrar e testar exatamente qual seria o impacto da sua abordagem de marketing nele.

Por isso pode-se dizer que o modelo da persona seria o seu consumidor ideal, aquele indivíduo que você pretende focar. Claro que nem sempre é possível lidar com exatamente o que é considerado ideal, por isso a estratégia do público alvo generaliza, sendo amplo e voltado a um público bem maior.

Posts Relacionados
/

Você já sabe qual é o perfil dos seus clientes? Muita gente não dá importância…

/

Você já sabe qual é o perfil dos seus clientes? Muita gente não dá importância…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up